Sobre mente inquieta e coração confuso? Precisamos conversar

tumblr_lkzzyh1LXH1qijhkmo1_500

 

Precisamos colocar a limpo todas as dores que nos incomodam, inclusive as culpas, os amores que se transformaram apenas em esperanças, os que foram corrompidos pelo tempo ou o mal que alguém causou.

Precisamos colocar na mesa os vinhos prometidos, os queijos suíços que combinam suavemente com um azeite de oliva extra virgem, (isso me pareceu meio fresco, mais realmente é muito bom). Colocar inclusive as verdades e inúmeras satisfações que deixamos de dar um ao outro.

Sim, é preciso que adicionemos todos os sentimentos envolvidos e dizer o porquê de estarmos discutindo a todo o momento aquilo que todos sabem, inclusive o nosso coração grita por socorro, que nos entreguemos aos braços um do outro, está demais esse orgulho, e ele precisa ser deixado, e temos que dar espaço pro coração protestar.

Manifesta em mim a vontade de te ver todo momento, e os ventos que batem por aqui não são nada bons, muito menos agradáveis, o que me faz pensar que tudo pode dar errado de novo e mais uma vez, aliás, isso é tão comum, que já virou uma eterna rotina.

Sobre mente inquieta e coração confuso, está tendo desde o dia em que recebi um não pela primeira vez, e deixei de acreditar totalmente no amor, precisamos conversar sobre essa ânsia que eu tenho sobre relacionamentos que dá vontade de vomitar tudo na sua cara as coisas que eu passei. Mas não vou ser agressiva, porque o que o coração grita, nem a boca e nem os olhos são capazes de dizer, e envolver-me de amor novamente, para que mais tarde eu desacredite.

Eu desacredito e acredito, porque o amor é algo um tanto difícil de lidar, é como se fosse pescar um peixe, você fica horas esperando para que ele morda a isca, e nem sempre é aquele que você esperava.

lkjh

Anúncios

Pro mocinho do ônibus

tumblr_m0jekqQvUJ1qelvudo1_500

Ei, psiu, você mesmo!

Encontrei-te naquela manhã de terça feira, o dia estava meio sol, meio chuvoso e tudo o que eu pensava era em qual tema seria a redação. Quando fui já estava montando as frases na minha cabeça, sobre assuntos que já tinha lido a respeito nessa semana, nunca que iria passar pela minha mente que uma troca de olhares poderia ser acontecida naquele dia.

Seus olhos não são verdes, e você nem loiro é, mas sei lá as coisas que acontecem me parece nenhum pouco óbvias.

Foi então terminei a minha redação e fui embora, para o ponto de sempre, e torcia para que o ônibus viesse logo porque não estava nenhum pouco querendo ficar naquele lugar, ainda mais em um dia de chuva.

Aí então entrei no ônibus vermelho, tinha vários senhores de idade, deixei até uma passar enquanto eu pegava meu bilhete único e você ousado aproveitou o espaço enquanto eu pegava meu bilhete para passar a catraca.

Fiquei em pé mesmo, afinal ia descer logo e então não estava nenhum um pouco a fim  de sentar e deixei com que as senhoras mais cansadas sentassem. Algo começou a me incomodar, de mim não tirava os olhos e tampouco percebia que isso estava sendo incômodo, afinal era a primeira vez que te via e eu nem sei seu nome.

Aqueles seus olhares me incomodava a cada instante, e peço que quando me encontrares novamente  não faça mais isso , afinal se tiver vontade de me perguntar algo pode perguntar, sou simpática e te responderei  sem atrevimento.

E então seus olhos me acompanharam até descer do ônibus e atravessar o ponto, isso tava me parecendo perseguição, e então com um sorrisinho meio de lado você se despede, meio envergonhado e o ônibus com você partiu.

Sumiu.

Um dia pretendo te encontrar…

-Depois Que Tudo Aconteceu…

Sobre o dia de ontem …

tumblr_lgf6zpf3pm1qchfpro1_500_large

 

Todo mundo já encontrou aquela pessoa que te encanta,  te completa de uma maneira diferente. Foi assim, te encontrei no escuro de uma praça, de preto, e apenas te olhar já me envolveu por dentro. Nunca fui de acreditar em destino, e depois de diversas decepções sou muito difícil de me apaixonar.

Odeio declarações, e muito menos sei dizer o que sinto, parece que uma coisa prende, dá um nó enorme na garganta, choro quer sair, mas não sai, tudo se complica, o mundo para, as coisas parecem não se resolver, e tudo que vem na cabeça é que não vai dar certo.

A vida me ensinou muito, e mesmo que não pareça, eu sempre vou adivinhar o final da grande parte das coisas que irão acontecer comigo. Quando o assunto é amor, paixão, muitas pessoas já passaram o mesmo que você, então já da pra se convencer do final. E mesmo que algo dê certo uma hora para, cansa.

É estranho você olhar pra pessoa que aprendeu a gostar nos últimos meses, e ver que o sentimento é diferente do seu, os olhos pesam as lágrimas não querem descer, e tudo o que você escutou já quase que adivinhava que iria acontecer.

De todos que já encontrei não querendo te deixar convencido, foi o único que soube falar a verdade e assumir os erros, e me fez sentir o que não sou. Não gosto de ser trocada, ou eu sou a única, ou não sou nada, não sou uma questão de vestibular que você escolhe a alternativa  na hora.

Sim, as coisas que aconteceram foram boas, e o que mais me confortou foi aquele seu abraço na ultima terça feira que me fez ficar pensando por uma vida inteira a burrada que tinha feito. Arrependo-me até hoje de ter caído nessa cilada, não gosto de fazer confusões na mente e no coração, afinal os dois mesmo que não queiram estão ligados, se amam, e no fundo querem a mesma coisa.

Hoje as coisas me parecem bem claras, depois de a lua não ter me dado seu sorriso, e as estrelas não piscarem como de costume, aquele meu amigo de sempre, o vento, que nunca me abandona me cobriu de esperanças para uma nova fase, uma nova vida, lagrimas secaram e me fez sentir renovada.

O vento forte levou tudo de ruim, me trouxe inspiração, me disse palavras de conforto e fez com que todas as coisas tornassem boas, afinal a vida é bela, momentos são momentos, e eu sempre escuto a voz do vento ! 

-Depois Que Tudo Aconteceu…