Sobrevivendo…

tumblr_ly27frA6Ex1qhaji9o2_r1_500_large

Sobrevivendo aos pedaços que me restam,

 onde a poesia faz morada,

e a saudade doída

consome meu coração que tanto insiste em sofrer…

Quero viver,

viver apenas de chamas construídas por palavras,

onde nuvem é algodão

e não se tem chão para machucar os pés

que tanto estão cansados de caminhar !
Ah. Uma hora eu infarto com meu coração pulsando saudade…”

nnnb

Anúncios

Pro mocinho do ônibus

tumblr_m0jekqQvUJ1qelvudo1_500

Ei, psiu, você mesmo!

Encontrei-te naquela manhã de terça feira, o dia estava meio sol, meio chuvoso e tudo o que eu pensava era em qual tema seria a redação. Quando fui já estava montando as frases na minha cabeça, sobre assuntos que já tinha lido a respeito nessa semana, nunca que iria passar pela minha mente que uma troca de olhares poderia ser acontecida naquele dia.

Seus olhos não são verdes, e você nem loiro é, mas sei lá as coisas que acontecem me parece nenhum pouco óbvias.

Foi então terminei a minha redação e fui embora, para o ponto de sempre, e torcia para que o ônibus viesse logo porque não estava nenhum pouco querendo ficar naquele lugar, ainda mais em um dia de chuva.

Aí então entrei no ônibus vermelho, tinha vários senhores de idade, deixei até uma passar enquanto eu pegava meu bilhete único e você ousado aproveitou o espaço enquanto eu pegava meu bilhete para passar a catraca.

Fiquei em pé mesmo, afinal ia descer logo e então não estava nenhum um pouco a fim  de sentar e deixei com que as senhoras mais cansadas sentassem. Algo começou a me incomodar, de mim não tirava os olhos e tampouco percebia que isso estava sendo incômodo, afinal era a primeira vez que te via e eu nem sei seu nome.

Aqueles seus olhares me incomodava a cada instante, e peço que quando me encontrares novamente  não faça mais isso , afinal se tiver vontade de me perguntar algo pode perguntar, sou simpática e te responderei  sem atrevimento.

E então seus olhos me acompanharam até descer do ônibus e atravessar o ponto, isso tava me parecendo perseguição, e então com um sorrisinho meio de lado você se despede, meio envergonhado e o ônibus com você partiu.

Sumiu.

Um dia pretendo te encontrar…

-Depois Que Tudo Aconteceu…