Melhores Colegas

tumblr_luewgh6yn41r00h1do1_500

Encontramo-nos sempre pelo acaso. É sempre algo que nos faz cruzar o caminho um do outro, nunca combinamos coisa alguma.

A gente nunca briga. Também, nem convivemos tanto assim para que venham a surgir razões pelas quais brigar.

Sempre parecemos satisfeitos na presença um do outro ― por mais esporádico que seja ―, e é aí que mora o perigo.

Já que nos damos bem, que gostamos de conversar pra ouvir a opinião do outro sobre as mais variadas coisas… A gente se vê/fala muito pouco, bem menos do que gostaríamos, e então corremos um sério risco em querermos nos ver/falar mais. O fim de tudo isso, que é tão bom, será uma questão de tempo. Os mais otimistas dizem que não dura mais que cinco anos.

A gente vai aumentar a intensidade, até que um dos lados vai se cansar, ou vai conhecer do outro coisas que achava melhor não conhecer, ou vai deixar o tempo, que não para de passar, criar obstáculos para que não consigamos manter tal intensidade trabalhada por nós, ou embargar o outro por alguma bobagem, ou ainda brigar por qualquer coisa que seja e cada um para o seu lado.

Ah, relações humanas! Tinham mesmo de ser tão complicadas assim?!

A demora é um vínculo afetivo ser criado, o fim torna-se algo certo, infalível, podendo ser apenas postergado algumas vezes, mas só algumas vezes.

Que tal se a gente continuar convivendo com a vontade? É. Ao invés da gente aumentar a intensidade, a gente continua assim, só na vontade e sempre dependendo do acaso para nos encontrarmos… Acho que vai ser bem mais proveitoso. Todas as vezes que a gente se encontrar, vai ser bom; a gente nunca vai ter histórico suficiente para se desentender, e ninguém sai machucado no final… ou no meio, né?

Ao invés de construirmos uma amizade para a vida toda ― pois a gente pode até tentar construir, mas sabemos que é uma utopia ―, podemos construir um coleguismo para a vida toda.

Somos ótimos colegas, não vamos estragar tudo nos tornando amigos.

rodapé luan

Ela é só uma menina

tumblr_lqhk3jgYNa1qg78g8o1_500 

 

Eu gostaria muito que tudo fosse assim, bem simples, que toda essa distância não existisse, que pudéssemos nos ver todos os dias e contar todas as coisas que nos aconteceram, acompanhado de um bom vinho, ou um chá gelado, essa parte eu deixo que você escolha, você sempre é boa em escolhas, inclusive estou me apegando a elas.

Queria muito poder dizer todos os dias que nesse dia vai dar tudo certo e vai conseguir realizar todas as suas vontades, e sei que é capaz de realizar cada desejo que seu coração pulsa, e te faz pensar e sonhar alto, onde nem os mais altos desse mundo alcançam.

Nesses desencontros diários, eu só queria que soubesse que eu sinto saudade,  mas sinto mesmo, dessas de pensar todos os dias como seria se estivéssemos juntas planejando o futuro, ou até mesmo nos entupindo de conversas de amor sem fim, que faz com que tudo seja belo, que tudo seja simples e só, mas nós sabemos o que causa tudo isso. Sinto tanta saudade que o pouco tempo que temos pra nós quando te vejo já é o suficiente pra me reabastecer de amor, e me entupir da sua presença o tempo inteiro, é como se você fosse um vício que precisa ser reposto antes de entrar na era da abstinência.

Herbert Vianna vem me descrevendo nos últimos dias, e sim estou enlouquecendo, e preciso que saiba disso, e como ele diz em sua música: “se eu queria enlouquecer essa é minha chance, é tudo o que eu quis. Se eu queria enlouquecer, esse é o romance ideal.” É isso que sinto, sem mais.

,,,,

Para um grande amigo

Hoje começo mais uma nova fase, é como se fosse ontem o último dia de aula daquele ano, iríamos nos formar no ensino fundamental, cada um iria para o seu lado, tudo seria diferente. Lembro-me das coisas que você me dizia, lembro-me de quando você me mandava ficar quieta quando falava besteira, quando contava aquelas piadinhas sem graça, mas pra mim tinha toda a graça… É mais uma vez passo o fim de mais um ano, e você simplesmente se vai e aqui fica vazio, muito vazio.

Ainda derramo àquelas lagrimas por você, mas derramo-as não por você e sim por lembrar de tantos os momentos vividos ao seu lado, de tantas as coisas aprendidas, de tantos choros, de tantas risadas, das vezes que você dizia que iria embora e no outro dia aparecia pra me ver. Mas eu nunca quis dar valor para a amizade pois eu queria muito além disso, mas você não se importava, mas mesmo assim nunca deixou de ser meu amigo.

É como eu ver você em todos os caras que eu vejo por aí, com a camiseta do Green Day, calça preta e all-star, enxergo nossa amizade nos sonhos sonhados, nos sonhos representados e nos sonhos escritos. É como lembrar dos momentos só nossos, apenas nossos, e esquecer de tudo que nos rodeava, das meninas que você gostava, e eu apenas apoiava, das meninas que você xingava e eu ria, das meninas que gostava de você e você desprezava-as , e eu me sentia aquela que mesmo não tendo nada com você sempre estava ali, ouvindo as suas besteiras.

E cara sempre te desprezava nos últimos anos, mas você não sabia o quanto fazia falta, o quanto eu tinha ciúmes das suas novas amizades, de quantas meninas tinham o prazer de te ver tocar, e eu não tinha mais esse acesso, é o tempo passou e você apenas se foi pra outro lugar, mas sei que sempre aparecerá, o destino já nos aprontou muito, sempre que ia, voltava, parece que algo te prende aqui, e eu apenas quero que viva, apenas viva os sentimentos, apenas curta os seus momentos, sinto saudade sim, mas o destino pode nos aprontar mais uma e você enfim voltará pra mim.

Hoje já não choro mais, apenas lembro, e sei que de longe deve estar com seu violão, ou com sua guitarra tocando aquela sua musica favorita que eu adorava, sem ao menos pensar, e apenas tocar por tocar. É cara espero que o tempo passe as coisas mudem, e no futuro eu possa contar nossas histórias pros meus filinhos, nossas aventuras, minhas lagrimas, nossas risadas. Sinto falta pra sempre, meu grande amigo! 

-Depois Que Tudo Aconteceu…