Drácula (1897)

Lugosi,_Bela_(Dracula)_04

“… E então, sem dizer palavra, todos nos ajoelhamos juntos e, enquanto segurávamos as mãos, juramos ser sinceros uns com os outros. Nós, homens, prometemos solenemente retirar da dor aquela que cada um de nós amava a seu modo, e pedimos ajuda e orientação na terrível tarefa que tínhamos diante de nós.” — Drácula.

Já pararam pra pensar que em praticamente todas as histórias de vampiros existe um todo poderoso chamado Conde Drácula? E que o cara que caça os vampiros é Van Helsing? E que sempre tem uma mulher, vampira ou não, chamada Mina? De onde veio tudo isso?

O irlandês Bram Stoker não é o criador do vampiro, essa é uma lenda antiga, mas digamos que ele a organizou de tal modo que virou regra geral e influencia as histórias mais de um século depois da publicação de sua obra “Drácula”. Estes nomes vêm deste livro.

É simplesmente um dos maiores romances da história da literatura mundial, e seu autor chegou a ser considerado superior a uma das maiores escritoras, quiçá a maior, da Inglaterra (em breve falaremos dela), recebendo elogios até de Sir Arthur Conan Doyle, o criador de Sherlock Holmes.

A história se passa na Romênia e na Inglaterra, e além do personagem mais famoso da literatura (Conde Drácula) o romance conta com paixões, aventuras, situações de medo, um louco, ou quase louco, que gosta de insetos, uma donzela sendo cortejada por três rapazes, um velho professor “entendedor” do assunto, as noivas do Drácula e algumas coisas mais… É um romance epistolar (contado a partir de cartas, diários, gravações…), o que o torna fantástico e nos faz pensar na dificuldade que foi montar essa narrativa incrível.

Bram Stoker foi homenageado pela Google em 8 de Novembro de 2012, no aniversário de 165 de seu nascimento; na página inicial apareciam os personagens principais do romance.

Dracula

Algo interessante é que Drácula realmente existiu, e foi no século XV. Stoker rebaixou a conde Vlad III, o empalador, príncipe da Valáquia, região pertencente atualmente a Romênia (a Transilvânia também é na România, mas Drácula era príncipe apenas da região vizinha).

Gosta de ver filmes feitos a partir de obras literárias? Confira Bram Stoker’s Dracula (Drácula de Bram Stoker) de 1992 dirigido por ninguém menos que Francis Ford Coppola, com Gary

Oldman interpretando o Conde Drácula, e ainda Winona Ryder, Keanu Reeves, Anthony Hopkins… Um grande elenco!

 

luan dqta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s