Intensidade Imposta

tumblr_m1v4exhO1c1qkd2bvo1_500_large

Por quanto tempo você consegue segurar um copo d’água com o braço estendido? Aparenta ser uma tarefa relativamente fácil, mas com o tempo o copo parece pesar cada vez mais.

Ninguém consegue ser intenso o tempo inteiro. É da natureza humana a necessidade do descanso, não só físico mas mental também. É saber dosar as coisas, afinal, a diferença entre o veneno e o remédio é a dose; e que mal uma intensidade imposta cotidianamente é capaz de fazer… Pode ter certeza que aqueles que lhe parecem intensos o tempo todo se impõe essa intensidade e isso é prejudicial. Quando bate o cansaço ele pode optar por descansar ou simplesmente ignorar e continuar sustentando a mesma intensidade. O tempo que a pessoa se impôs permanecer intenso vai definir o tempo de descanso, que vai oscilar entre grande e maior ainda.

É sempre válido tentar reconhecer essa natureza e procurar pensar por quanto tempo se vai conseguir segurar o copo d’água com o braço estendido, por exemplo. É desnecessário e você vai cansar, mais cedo ou mais tarde, vai cansar, e então, depois de muito descanso, você vai pensar duas vezes antes de segurar o copo novamente, vai querer que seja por menos tempo, pois já aprendeu que cansa, mas será que todos vão entender isso? Algumas experiências as pessoas têm de experimentar pra conseguir entender. Será que alguém não vai questionar o motivo de você estar segurando o copo de uma maneira diferente, ou por um tempo mais curto que antes…? Você não vai querer repetir a dose, mas nem todos vão aceitar: já que você conseguiu antes, se tentar vai conseguir de novo. Então você vai ter de explicar que acha cansativo e desnecessário segurar o copo d’água assim, que deveria ter pensado melhor, que se tinha de segurar o copo que não fosse com o braço estendido e que revezasse com o outro braço essa tarefa, ou até mesmo com outra pessoa… Tudo isso seria evitado caso você não tivesse a brilhante ideia de segurar um copo d’água com o braço estendido por muito tempo.

O que podemos aprender — e isso pode ser válido para um monte de coisas — com essa louca conversa sobre um copo d’água?

Liga menos. Dá espaço pro outro e pra você mesmo, alguns instantes sozinhos são necessários. Não precisa se ver ou se falar o tempo todo, quando se verem ou se falarem vai ser tão bom que preencherá o vazio causado pela ausência e a vontade de ver mais e de novo, de falar mais e de novo, é boa; não faça essa vontade ir diminuindo, deixe ela existir. Para sofrer menos com a ausência, não deixe sua vida girar em torno de algo ou de alguém, se ocupe de outras coisas, use seu tempo livre, ou melhor, crie um tempo livre pra usá-lo em algo, leve em conta que a vida não precisa de sua ajuda, em matéria de complicação, ela já é autossuficiente.

luan dqta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s