Vários, vários tudo

Lua e homem no escuro azul

Estava na cama pensando: É ruim quando não conseguimos definir as coisas, não é verdade? O que mais me conforta é que, em se tratando de nós mesmos, nunca sabemos definir direitinho o que somos ou o que sentimos… Até tentamos e podemos criar a ilusão de que conseguimos — às vezes me pergunto se alguém realmente acredita em si. É que somos tão inconstantes, controversos, mutáveis e imprevisíveis que na verdade não sabemos quem somos.

No momento, por exemplo, não sei ao certo o que estou sentindo, e de tanto pensar julgo-me, por vezes, estar louco, então lembro que todo o louco jura que é são, logo se eu estivesse louco não me faria essa pergunta… Ou será que estou louco e uso essa justificativa para provar a mim mesmo minha sanidade? Afinal, todo o louco jura que é são.

Enfim, não sei o que estou sentindo, sei apenas que é nada bom estar sentindo isso. É um vazio, ou uma tristeza causada por um vazio. Às vezes penso ser saudade. Saudade do que já se foi e não será mais (clichê); saudade de quem já se foi e não volta mais; saudade das conversas de um ano e meio atrás, das preocupações de meia década atrás, das brincadeiras de uma década e meia atrás… É. Saudade. Olhando pra trás, foi em tão pouco tempo que tudo aconteceu: Pessoas queridas partiram desta vida; lugares que eu frequentava e gostava de frequentar hoje nem mais lembro como são; pessoas que conheci e foram sumindo, algumas ainda vejo na rua mas já não me reconhecem, tantas outras devo eu já não mais reconhecer; amigos que fiz na infância e que agora já cresceram, tomaram rumos diferentes dos meus, construíram e  constroem suas histórias; amigos que fiz a pouco tempo, que conheci já crescidos, e já vejo indo embora, tomando rumos diferentes dos meus, construindo suas histórias…

É incrível como ficar acordado de madrugada me dá fome. Vou ter que me levantar. (…) Pior é quando a fome é de algo que não tem em casa. E agora? Vou me virar com o que tenho, fico com fome, ou vou lá fora olhar o céu? (…) Pior que ter fome de algo que não tem em casa e decidir olhar o céu, com fome, é me deparar com nuvens cobrindo tudo. ‘Tá tudo vermelhinho. Vai chover. A madrugada é boa pra ler, estudar, escutar música, pensar… é bem silenciosa, mas se chover meus planos vão por água a baixo pois chuva na madrugada é bom pra dormir. O barulho das gotas no telhado. Mas eu não quero dormir, dormindo eu perco muita coisa, principalmente de madrugada.

Não é saudade. Acho que espero demais das pessoas, ou cobro demais delas, ou ainda espero ou cobro demais de mim. Eu e esta minha mania de perfeição… Não. A culpa não é da mania de perfeição, é da mania de querer controlar tudo, de querer saber de tudo o que acontece ao meu redor, de querer tudo do jeito que quero, tudo perfeitinho. É, é a mania de perfeição.

Ih, tem requeijão, eu quero! …Que diabos! Tinha que ser light?! Essa porcaria tem gosto de nada! Quer dizer, agora tem, já que deixaram a colher dentro, tem gosto de azedo.

Todos dormindo, o celular está descarregado, o guarda noturno passa apitando acho que na rua de baixo, InterCine deu lugar às séries chatas, céu nublado, padarias fechadas e requeijão azedo. Vou escutar Roupa Nova; é o melhor de tudo e o que eu deveria ter feito desde o começo. Que droga, o celular está descarregado.

Estou sozinho. Talvez seja isso que está me incomodando. Só vou saber se tiver uma companhia agradável, que eu queira por perto, e isso que estou sentindo passar. Sim, pois se for pra passar com qualquer companhia prefiro continuar assim.

 

Nunca comi grilo. Um dia vou ao Oriente. (…) Pensando bem, prefiro tomar um bom chá, às cinco.

luan dqta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s